Etiqueta energética de janelas, SEEP

sistema etiqueta energetica janelas

O novo sistema de etiquetagem energética de produtos (SEEP) permite a escolha de produtos eficientes de acordo com o seu desempenho energético, permitindo ao consumidor comparar e reconhecer rapidamente as melhores soluções.

 

A Etiqueta energética de janelas, SEEP chega a Portugal

 

O sistema de etiquetagem energética de produtos (SEEP): a etiqueta energética de janelas chega a Portugal graças à ANFAJE (Associação Nacional de Fabricantes de Janelas Eficientes) e a ADENE (Agência para a Energia) na sede desta última.

Graças a esta metodologia de classificação das janelas, que já está implantada noutros produtos como electrodomésticos, lâmpadas ou carros, será muito mais fácil diferenciar, com base em argumentos objectivos, entre janelas de qualidade e janelas que não a têm.

No que respeita às janelas, são um dos elementos mais vulneráveis. São responsáveis por um consumo energético significativo para a climatização no inverno ou verão. A sua substituição por opções mais eficientes traz importantes benefícios de poupança e de melhoria de conforto: A poupança do consumo energético pode representar até 50% do desempenho energético das janelas de um edíficio.

etiqueta-janelas

Esta medida surgiu, entre outros motivos, com o objectivo de conseguir reduzir os cerca de três milhões de casas que, segundo dados da ANFAJE, estima que haja janelas de má qualidade que chegam a perder mais de 40% da energia, e cuja utilização traduz-se na correspondente subida dos custos das facturas de electricidade da casa. 

Este sistema de etiquetagem é um sistema voluntário de marcação para a classificação dos produtos em função do seu consumo energético e em comparação com os da mesma categoria, e que, no caso das janelas, informa os utilizadores do grau de eficiência das mesmas.

Sete é o número de etiquetas que uma janela pode ser classificada, sendo as mais eficientes em termos energéticos marcadas com a categoria A; a de menor eficiência, é atribuída a categoria G. Além disso, cada etiqueta poderá incorporar ainda outras inovações complementares como o código QR ou os registos da tecnologia NFC (Near Field Communication).

 

De acordo com João Ferreira Gomes, o presidente da ANFAJE, “a adesão do sector das janelas ao sistema de etiquetagem energética de janelas, SEEP, é fundamental já que, por um lado, incentiva o mercado de substituição de janelas antigas por umas janelas mais eficientes e, por outro lado, também agrega valor e uma janela competitiva aos produtos garantindo a sustentabilidade futura do sector em Portugal. Para o cliente final, a etiqueta energética das janelas será uma ferramenta comunicativa de apoio e compreensão nas decisões de compra, o que permitirá aos Portugueses adquirir janelas energeticamente eficientes e inteiramente seguras”. 

Um grande passo em frente no que toca à eficiência energética, e especialmente para a KÖMMERLING, já que trabalhamos desde há vários anos para oferecer aos nossos clientes caixilharias em PVC com as melhores prestações energéticas.

A energia do futuro é movida pelas ações que todos os dias realizamos!!

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Uso de Cookies

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar os nossos serviços e a sua experiência na nossa web, mediante a análise dos seus hábitos de navegação. Se fechar este banner, clicar em algum link ou continuar navegando, dá-nos o seu consentimento para usar as cookies. Pode mudar a configuração ou obter mais informação na nossa Política de Cookies. Aceitar