Efeitos da falta de isolamento da casa

Sick Woman with Thermometer. Flu. Sneezing into Tissue

Como seria a nossa casa sem muros exteriores nem janelas? E se esses muros e janelas fossem só uma tela metálica? Parece-nos inconcebível! Certo? Mas é o que conhecemos como isolamento, essas proteções que impedem que elementos nocivos entrem na nossa casa afetando a sua habitabilidade e, como consequência, a nossa saúde.

As habitações estão expostas de maneira contínua às intempéries meteorológicas, mudanças de temperatura, ruídos, ar, partículas em suspensão, etc. É nossa responsabilidade evitar que todos estes efeitos se infiltrem no interior da casa. Nisso consiste o isolamento, que apesar de o desejarmos, é absolutamente fundamental que o que existe lá fora permaneça fora. Desta forma, evita-se que os diversos danos que incidem sobre a nossa saúde não ocorram.

Segundo o Instituto de Segurança e Higiene no Trabalho, os habitantes das cidades passam entre 58% e 78% do seu tempo num ambiente interior. Por isso, é fundamental que a qualidade destes ambientes seja a melhor possível.

Infeções por falta de isolamento

Se enumerarmos um a um os agentes externos que se infiltram no interior das casas devido à falta de isolamento, podemos encontrar praticamente na sua totalidade um problema de saúde relacionado com eles.

Deste modo, podemos afirmar que o barulho pode causar problemas no sistema nervoso e insónias; o pó-ambiente  impróprio, alergias e problemas respiratórios; a humidade problemas nos ossos, aparecimento de fungos e bolores, alergias, problemas respiratórios e mau hálito; as mudanças de temperatura podem causar constipações, mudanças de humor, insónias; bem como  uma lista alargada de infecções que em última análise, são derivadas de carências no sistema de isolamento.

Agora que estamos em pleno Inverno não nos podemos esquecer de um dos grandes desconhecidos dos problemas derivados de um mau isolamento: o aumento do uso de combustíveis para aquecer a casa. É produzido de forma indireta devido à necessidade de regular a temperatura interior e provoca uma das consequências mais drásticas desta carência, fundamentalmente, nos locais em que o recrudescimento da estação fria produz uma descida mais acentuado das temperaturas. O dano é provocado pelo maior uso de combustíveis, os quais possuem uma elevada toxicidade, sobretudo nas casas mais frias com o objetivo de aumentar a temperatura.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) anualmente 4,3 milhões de pessoas morrem prematuramente por doenças atribuíveis à poluição  do ar interior  causada pelo uso de combustíveis sólidos (dados de 2012).E entre essas disfunções:

  • 13% Devem-se a pneumonias
  • 34% a acidentes vasculares cerebrais
  • 25% a doenças isquémicas cardíacas
  • 22% a pneumonias obstrutivas crónicas
  • 6% a cancros de pulmão

Uma casa bem isolada tem um melhor rendimento energético diminuindo a necessidade de usar métodos artificiais de regulação da temperatura, com a consequente poupança económica e os evidentes benefícios para a saúde.

Ar da rua? Sim, mas só quando fecharmos as janelas.

Se existir qualquer dúvida sobre a qualidade do isolamento da sua casa, temos sempre um perito que o pode ajudar a melhorar um aspeto tão fundamental da casa.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Uso de Cookies

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar os nossos serviços e a sua experiência na nossa web, mediante a análise dos seus hábitos de navegação. Se fechar este banner, clicar em algum link ou continuar navegando, dá-nos o seu consentimento para usar as cookies. Pode mudar a configuração ou obter mais informação na nossa Política de Cookies. Aceitar